5.000 VISITAS!

puntadeleste

Amigos,

Voltamos mais uma vez para agradecer.
No último final de semana, atingimos a marca de 5.000 visitas em nossa página, que tem apenas 5 meses de criada.
Devemos isso a VOCÊ, que nos incentiva cada vez que acessa nosso blog.
Agradecemos o apoio, a vibração e todo o carinho.
Continuaremos dando sempre o nosso melhor neste espaço.
O nosso MUITO OBRIGADO!

Os melhores museus do mundo – 2014

castelobrebrennant04castelobrebrennant03

castelobrebrennant01castelobrebrennant02

O Istitudo Ricardo Brennand, em Recife está entre os melhores museus do mundo em 2014, avaliado pelo site TripAdvisor eleito pelos seus usuários em mais de 500 museus avaliados. Está aberto de terça a domingo a visitas, com um grande acervo bélico composto de armas brancas, armas de fogo, podendo encontrar desde canhões até mini-canivetes. Há armaduras de diversas épocas da história mundial, incluindo uma para cães.

A riqueza deste museu, passa por pergaminhos, estátuas, tapetes, móveis, moedas, baús, taças em metais e cristais, bonecos de cera, dentes de sabre perfeitamente entalhados, bem como jóias e telas impressionantes.

Está inclusive melhor posicionado que o tão famoso Museu do Louvre, em Paris e o mineiro Inhotim classificado na 23ª colocação. Na América do Sul estão classificados em 1º e 2º lugar respectivamente, superando edições anteriores de avaliação. Segue abaixo a lista em ordem por classificação mundial:

01- Instituto de Artes de Chicago, Chicago, Illinois

02- Museu Nacional de Antropologia, Cidade do México, México

03- Museu Hermitage e Palácio de Inverno, São Petersburgo, Rússia

04- Getty Center, Los Angeles, Califórnia

05- Galleria dell’Accademia, Florença, Itália

06- Musee d’Orsay, Paris, França

07- Museu Metropolitano de Arte, Nova York

08- Museu da Acrópole, Atenas, Grécia

09- Museu do Prado, Madri, Espanha

10- Memorial do Holocausto Yad Vashem, Jerusalém, Israel

11- Museu Nacional da II Guerra Mundial, Nova Orleans, Louisiana

12- Galeria Nacional, Londres, Reino Unido

13- Museu do Vasa, Estocolmo, Suécia

14- Galeria Nacional de Arte, Washington DC, District of Columbia

15- Museu Britânico, Londres, Reino Unido

16- Museu Hagia Sophia e Igreja (Ayasofya), Istambul, Turquia

17- Instituto Ricardo Brennand, Recife, Brasil

18- Galleria Borghese, Roma, Itália

19- Museu do Louvre, Paris, França

20- Museu Nacional (Rijksmuseum), Amsterdã, Países Baixos

21- Museu do Ar e Espaço, Washington DC, District of Columbia

22- Guerreiros e Cavalos de Terracota do Museu de Qin, Xian, China

23- Inhotim, Brumadinho, Brasil

24- Museu da Nova Zelândia (Te Papa Tongarewa), Wellington, Nova Zelândia

25- Museu do Ouro, Bogotá, Colômbia

Exemplos de países que não exigem visto no passaporte…

Diário do viajante

Alguns países que não exigem visto no passaporte brasileiro: 

África do Sul, Áustria, Alemanha, Andorra, Antilhas Francesas, Bahamas, Barbados, Bélgica, Bósnia Guiana, Bulgária, Coréia do Sul, Croácia, Costa Rica, Dinamarca, Eslováquia, Espanha, Eslovênia, Filipinas, Finlândia, França, Geórgia, Guatemala, Grécia, Honduras, Holanda, Hong Kong, Hungria, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Marrocos, Malásia, México, Mônaco, Namíbia, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Russia, República Dominicana, Sérvia, Suécia, Suíça, San Marino, Suriname, Trinidad e Tobago, Tunísia, Turquia, Tailândia, Ucrânia, Vaticano.

Países que permite brasileiro estudar mesmo com visto de turista (por até 90 dias)
África do Sul, Alemanha, Costa Rica, Espanha, França, Irlanda, Itália, Malta, Nova Zelândia, Reino Unido, Suíça.
Países que aceitam RG com expedição inferior a 10 anos (NÃO ACEITAM HABILITAÇÃO)
Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Paraguai, Uruguai, Venezuela.

Viagem…

1238171_521817711236614_1448463474_n

“A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o viajante se sentou na areia da praia e disse: ‘Não há mais que ver’, sabia que não era assim. O fim duma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite, com sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.”

(José Saramago)

Ah o Uruguai, que grata surpresa!

Desembarcamos em terras uruguaias no mês de abril. Do aeroporto de Carrasco, onde pegamos o carro, fomos direto para Punta Del Este, distante cerca de 120km, em uma estrada tranquila, toda em pista dupla e muito boa para dirigir.

Por ser uma época do ano fria, a cidade estava vazia, e não foi possível desfrutar de todos os encantos deste famoso balneário que é o mais charmoso da América Latina e um dos dez do mundo. Punta recebe um público bastante diversificado. Em alta estação chega a ser invadida por 400.000 turistas, e entre eles milionários e artistas de vários países. Por suas belezas naturais e turísticas, se torna um ponto bastante apreciado também pelos brasileiros.

Chegamos no meio da tarde e fomos explorar os arredores. A cidade é muito bonita, com prédios imponentes de arquitetura moderna. Belas casas de veraneio que conferem a cidade uma ar sofisticado.

CYMERA_20150704_203732

CYMERA_20150704_203833

CYMERA_20150704_203758

O céu estava cinza, o mar nervoso e nós congelando. A solução foi bater perna para se esquentar!

Punta dispõe de diversas opções de restaurantes. Como no frio a cidade tem poucos visitantes, encontramos alguns fechados. Jantamos no Les Caracoles, uma casa que nos pareceu aconchegante e amistosa em meio ao frio e ao vazio da cidade.

Boa comida, boa bebida e o melhor…..bom atendimento!

Gostamos tanto que voltamos outra vez.

No dia seguinte, hora de conhecer os pontos turísticos famosos. Passamos pela Playa Mansa e pela Playa Brava onde fica o monumento Los dedos. Impossível não parar para fotos!!!

CYMERA_20150704_192629

CYMERA_20150704_192655

Seguimos pela ponte ondulada para conhecer a praia de La Barra.

CYMERA_20150704_193947

Propositalmente aguardamos para nos dirigir a Casapueblo, que fica em Punta Ballena, distante cerca de 15km de Punta del Este, mais para o final da tarde. Queríamos muito assistir a “cerimonia del sol”.

Casapueblo é a antiga casa de veraneio do artista plástico uruguaio Carlos Páez Vilaró. Construída com estilo semelhante as casas de Santorini (Grécia), ela acolhe um museu, uma restaurante e um hotel.

O local é lindíssimo, e o pôr do sol um desbunde!!!!!

CYMERA_20150704_192530

CYMERA_20150704_192559

CYMERA_20150704_192441

Ficamos embevecidos com tamanha beleza!!!!!

Já era noite, a fome bateu, e queríamos algo diferente. Escolhemos o L’auberge, um hotel charmosíssimo de Punta, que possui um “sálon de té” com o melhor waffle da cidade. Os waffles são feitos do modo tradicional, então, nada de pressa. Garantimos que vale cada minuto de espera!!!

CYMERA_20150704_191942

CYMERA_20150704_191842

No dia seguinte hora de nos despedirmos de Punta del Este rumo a Montevidéu.

Era manhã de sábado e a estrada estava calma.

Entramos na capital uruguaia direto pela orla. Mesmo fazendo um certo frio, o céu estava com um azul lindo e o sol brilhava majestoso.

A cidade era pura vida com o vai e vem das pessoas, bem diferente da calmaria que deixamos em Punta.

Fomos caminhar na orla conhecida como rambla. São 22km de calçadão, as margens do Rio da Plata.

CYMERA_20150704_192332

CYMERA_20150704_192404

O almoço foi no Mercado del Puerto. Não tem como pisar em Montevidéu e não conhecer este mercado!! Ponto turístico importante, que acolhe restaurantes e lojas de artesanatos.

A gastronomia do lugar fica por conta da parrilada, e a bebida mais famosa é a médio y médio, uma mistura de vinho branco e espumante.

CYMERA_20150704_192052

CYMERA_20150704_193920

O Teatro Solis é outra atração que não pode faltar no seu roteiro. O mais famoso teatro de Montevidéu, fica na cidade velha. Vale a pena fazer uma visita guiada pelo teatro e descobrir seus encantos.

Para informações acesse o site oficial no link:

http://www.teatrosolis.org.uy

CYMERA_20150704_193854

Muito próximo ao teatro, fica a Plaza Independência, que abriga um monumento a Artigas. Fazendo fotos pela praça e da porta de la Ciudadela, fomos abordados por um senhor que nos deu uma aula sobre Artigas, herói nacional de guerras.

CYMERA_20150704_193813

A porta da Ciudadela, é o que restou do muro que cercava parte da cidade de Montevideo no passado, e foi demolido em 1829.

CYMERA_20150704_192253

A partir da praça, seguimos cerca de 1km pela movimentada Av. 18 de julho para conferir a “Fuente de los Candados” ou fonte dos cadeados. Esta fonte é visitada por casais apaixonados que colocam nela cadeados com suas iniciais, reafirmando a união e o regresso do casal a Montevidéu.

Olha a Déborah aí tentando registrar o nosso cadeado.

CYMERA_20150704_193733

 

Saindo do centro em direção a orla, encontramos o Shopping de Punta Carretas que é outra atração da cidade. O local foi uma antigo presidio, e hoje é um centro comercial de nível internacional premiado por sua proposta arquitetônica. O shopping conta com diversas lojas de marcas renomadas.

CYMERA_20150704_192726

No dia seguinte, hora de ir para Bs.As. Saímos de Montevideo pelo porto em direção a capital Argentina. O translado pelo Rio da Plata, é feito por ferry boats, e existem três empresas que fornecem este serviço. Escolhemos o Buquebus, e decidimos fazer a viagem sem escalas direto para BsAs. O ferry é bastante confortável e conta com televisão, poltronas reclináveis, lanchonete,  free-shop e é possível contratar o serviço de internet.

Após 3 horas de travessia, eis que surge majestosa na outra margem do rio, Buenos Aires…….mas isso já é assunto para outro post.

CYMERA_20150704_192221CYMERA_20150704_192154

PUNTA CANA, Nosso paraíso!

Sim para nós o paraíso existe, e ele tem o nome de Punta Cana na República Dominicana.

Uma ilha do Caribe localizada na América Central e compartilhada na sua porção ocidental pelo Haiti.

Quando decidimos conhecer este lugar sabíamos que tudo nesta viagem seria diferente da forma como nós encaramos viajar.

Decidimos que seria uma semana de descanso e por isso um bom hotel seria necessário para nos ajudar a cumprir esta missão.

Após descobrirmos que esta parte da ilha tem mais de 40 resorts em sistema all inclusive, qual escolher se tornou um desafio ainda maior.

Os resorts contam com infraestrutura completa para tornar sua estadia inesquecível. Redes de hotéis de diversas partes do mundo possuem unidades nesta parte do país, oferecendo categorias de estadia para os mais diferentes tipos de “bolsos”.

Quanto mais longe sua carteira vai, mais regalias você consegue dentro dos resorts.

Isso vai desde a quantidade de piscinas que você pode usufruir, os restaurantes disponíveis, até a qualidade de alimentos e bebidas.

Não foi fácil, mas decidimos onde nos hospedar.

Diferente das outras viagens onde usamos sites tipo booking.com como ferramenta de reserva para hotéis, neste caso recorremos a uma agência de turismo.

Por se tratar se um pacote all inclusive, precisávamos estar cientes do que cada categoria disponibilizava, o que estávamos adquirindo e a que teríamos direito.

Escolhemos a CVC por possuir a melhor cotação do dólar.

Tiramos todas as dúvidas e efetuamos a compra.

Foi em março de 2014 nosso desembarque em terras dominicanas. Após uma noite e uma manhã viajando, quando chegamos ao hotel, o que mais queríamos era ver o mar.

Chegamos à praia por volta das 16hrs e nos colocamos a contemplar a beleza das nuances daquele mar azul esverdeado tão lindo. Após um drink de boas vindas, não negamos que adormecemos de cansados nas cadeiras da praia, maravilhados com aquele fim de tarde.

DSCN0349

Na manhã do nosso primeiro dia, nos dirigimos ao lobby do hotel onde as agências de turismo oferecem inúmeros passeios pela região.

A CVC estava lá com uma guia portuguesa que era uma simpatia. Há também agências locais oferecendo os mesmos passeios.

As opções vão desde nadar com golfinhos até viver um dia 100% VIP. Os passeios são incríveis, mas depende do quanto você está disposto a inve$$tir.

Os passeios são cobrados em dólar e podem ter preços beeem salgados.

O que não se pode esquecer neste momento é que você está em um resort all inclusive que possui diversas atrações. Talvez não seja o caso de gastar com um ou mais passeios por dia, e ao final não aproveitar nada do resort, que também não foi barato.

Escolhemos nosso passeio e fomos curtir o que o hotel tinha a nos oferecer.

Praia, piscina, restaurantes, bares, boate, casino, esportes, teatro, spas, festas, boa comida e boa bebida.

DSC03800

DSC03866DSC03804

Na praia do hotel compramos um passeio de parasailing, que se resume a andar em um paraquedas puxado por uma lancha.  D E M A I S!!

DSC03736 DSC03745

Como dito no início, esse foi um destino diferente. Ficamos a maior parte do tempo curtindo o hotel, e no meio de tudo isso conhecemos um sem número de brasileiros e fizemos amizades preciosíssimas. Essa parte da viagem, foi uma viagem a parte!!!

Ahhh, esqueci de comentar que o motivo real de nossa ida a Republica Dominicana foi COMEMORAR!!

Festejamos o aniversário de Alan, e nossos 5 anos de casados!!!

Tudo nessa viagem tinha cheiro, gosto e jeito de festa…….foi o máximo!

Em um dos dois dias que saímos do hotel, fizemos o passeio de Juanillo. Trata-se de uma praia exclusiva e paradisíaca tão bonita, mas tão bonita, que é difícil explicar.

DSCN0608 DSC03999

DSC04029 DSC04017

Saindo da praia fomos conhecer um cenote espetacular, chamado Hoyo Azul. Cenotes são cavernas ou grutas inundadas por água da chuva, que se tornam piscinas de água cristalina.

Aplausos à mãe natureza!!!!

DSCN0707 IMG_20140321_155919_050

No final nos levam para comprar os famosos charutos dominicanos, e a mamajuana, uma bebida típica feita com cascas de árvore, ervas, vinho tinto, mel e rum.

Foi uma viagem divertidíssima por conta dos novos amigos e do povo dominicano sempre alegre.

No último dia acordamos cedo rumo à praia, assistir mais um show da natureza. O sol nasce as 6:00hs e na praia do hotel vários hóspedes se reúnem para contemplar este belo momento.

Ele veio MAJESTOSO!!!

DSCN0917 DSC04169

Após 7 dias, hora de voltar pra casa, mas não sem antes fazer um balanço da última semana.

Dificuldades não impedem um povo de ser alegre. A mãe natureza trabalha com afinco e nos presenteia com belezas indescritíveis. Há sempre o que comemorar, comece pelo dia de hoje. As amizades são um presente de Deus. Sem sombra de dúvidas se há um paraíso na terra, para nós ele se chama Punta Cana!!!

IMG_50069336842097

…carimbando o passaporte